Curso Avançado de Tanatologia e Cuidados Paliativos da Fundação Elisabeth Kübler-Ross – turma de 2020

 

Elisabeth Kübler-Ross
Dra. Elisabeth Kübler-Ross, em 1981, cuidando de uma paciente em visita domiciliar

Nosso curso avançado de Tanatologia e Cuidados Paliativos, validado e certificado pela Elisabeth Kübler-Ross Foundation, busca integrar aspectos teóricos e práticos na formação daqueles que queiram aprender a cuidar com excelência de pacientes e famílias, que lidam com a morte e o morrer, nos mais variados contextos.

A formação oferecida se orienta pelo legado da pioneira do movimento de Tanatologia e Cuidados Paliativos, Dra. Elisabeth Kübler-Ross. Os métodos são os mesmos utilizados por ela, seguindo seus princípios. O curso ajuda a desenvolver uma estrutura psíquica para este trabalho, ao mesmo tempo em que contribui para a formação de habilidades e competências técnicas necessárias.

Tanatologia e Cuidados Paliativos

Aberto ao público geral, principalmente a profissionais da saúde, educação, humanas e áreas correlatas, este curso busca oferecer, além das aulas teóricas, práticas assistenciais ampliadas, estágios de observação, experiências estéticas e artísticas em relação à morte e o morrer. Em especial, o curso conta com vivências baseadas nos métodos de Elisabeth em todos os módulos, e oferece uma formação em Tanatologia e Cuidados Paliativos sólida, com docentes de diversas áreas do Brasil e do exterior.

Baseando-se no legado de Elisabeth Kübler-Ross, oferecemos aos nossos alunos instrumentos para cuidar integralmente de pessoas que lidam com a morte e o morrer, e não apenas em cuidados paliativos, mas em situações de desastres, mortes repentinas, doação de órgãos e suicídio, entre outros.

O curso contém ainda o diferencial para o treinamento de habilidades de comunicação em diversos contextos que envolvem a morte e o morrer, sempre relacionado transversalmente ao tema de cada módulo.

A certificação é dada pela Elisabeth Kübler-Ross Foundation, instituição com reconhecimento internacional.

 

Inscreva-se:

Datas:

  • Módulo 1 – 14 e 15 de março
  • Módulo 2 – 25 e 26 de abril
  • Módulo 3 – 16 e 17 de maio
  • Módulo 4 – 26 e 28 de junho
  • Módulo 5 – 18 e 19 de julho
  • Módulo 6 – 15 e 16 de agosto
  • Módulo 7 – 19 e 20 de setembro
  • Módulo 8 – 17 e 18 de outubro
  • Módulo 9 – 14 e 15 de novembro
  • Módulo 10 – 12 e 13 de dezembro

Especificações das aulas em cada módulo, com professores convidados de vários locais do Brasil e do exterior.

Módulo I – 14 e 15 de março | Tema: Introdução à Tanatologia e aos Cuidados Paliativos

  • Experiência artística e estética em relação ao tema da morte e do morrer, autoconhecimento e a experiência da finitude, literatura e poesia em relação à tanatologia
  • Apresentação metodológica do curso, que busca orientar-se pelos métodos educacionais de Elisabeth Kübler-Ross, que eram utilizados no Elisabeth Kübler-Ross Center, em Escondido, na Califórnia, desde os anos de 1970
  • Principais autores da tanatologia clássica e contemporânea. O legado de Elisabeth Kübler-Ross e de Cicely Saunders para os nossos dias. Principais pesquisas tanatológicas dos anos 1950 até os dias de hoje. Principais influências culturais do trabalho de Cicely Saunders. A ética do movimento hospice nascente
  • Análise das ideias nascentes de Cicely Saunders a partir de seus textos e seus escritos precoces, avaliação da vida de Cicely e de sua influência no movimento hospice a partir da biografia escrita por David Clark, intitulada Cicely Saunders: life and legacy
  • O movimento contemporâneo de cuidados paliativos em todo o mundo, noções modernas do movimento de tanatologia, história dos estudos sobre o luto, princípios dos cuidados paliativos, conhecimento das diversas modalidades de atendimento, o trabalho em rede
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática

Módulo II – 25 e 26 de abril | Tema: Introdução à Bioética, Filosofia da Morte, Transferência e Contratransferência ao Fim da Vida e Medicina Narrativa

  • Reflexões iniciais sobre bioética, noções de alteridade, bioética principialista, discussão sobre autonomia e legislação brasileira
  • Bioética e Espiritualidade: um diálogo possível a partir de diversas noções históricas e espirituais para o estudo da morte e do morrer
  • Filosofias da morte; perspectiva existencial e fenomenológica da morte e do morrer
  • Transferência e contratransferência em Cuidados Paliativos e em situações de Morte e do morrer
  • Medicina Narrativa, instrumentos para colher a narrativa de pacientes e familiares, como integrar as narrativas ao plano de cuidados de pacientes e famílias
  • Escalas de avaliação em tanatologia, medo da morte, enfrentamento em relação à morte e ao morrer, o trabalho pioneiro de Wilma da Costa Torres
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo III – 16 e 17 de maio | Tema: Espiritualidade e Educação para a Morte

  • Espiritualidade cósmica: integração compassiva com o sagrado
  • Ruptura da dicotomia entre o sagrado e o profano: tessituras de uma espiritualidade do encontro
  • Espiritualidade e construção de sentido: teoria e prática em Cuidados Paliativos em diversos contextos de atendimento
  • Em face do sofrimento e das dores que nos transformam: desvelando os sentidos do sofrimento e da confrontação com o fim
  • Espiritualidade e cultura; história cultural e sofrimento humano; diagnóstico e abordagem do sofrimento espiritual em situações de morte e morrer
  • Análise de diferentes tradições religiosas sobre a morte e o morrer, e a interface com os processos de luto
  • Relação entre crenças espirituais e tomada de decisões, abordagem de pontos críticos em relação a rejeição de tratamentos e tradições espirituais, envolvendo-se adultos e crianças
  • Espiritualidade e literatura: rastros do sagrado
  • Anatomia da fragilidade e cuidados espirituais
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo IV – 27 e 28 de junho | Tema: Dor Total e Manejo dos Sintomas em Situações de Grave Adoecimento

  • Escalas de avaliação mais comuns
  • Prognosticação
  • Dor física: diagnóstico e abordagem
  • Sintomas respiratórios (dispneia, apneia, tosse, etc.)
  • Sintomas gastrointestinais (náusea, vômito, constipação, diarreia, etc.)
  • Cuidados com a pele, com a boca, hemorragias
  • Síndromes Clínicas mais frequentes
  • Reabilitação física em cuidados paliativos
  • Sintomas neurológicos e psiquiátricos (delirium, ansiedade, depressão, etc.)
  • Sintomas psicológicos (death anxiety, medo da morte, desesperança, desejabilidade de morte, ideação suicida, etc.)
  • Terapia subcutânea e hipodermóclise
  • Práticas contemplativas e compassivas, meditação e mindfulness em cuidados paliativos
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo V – 18 e 19 de julho | Tema: Pediatria, Tanatologia Infantil e Práticas Contemplativas e Meditativas

  • A criança diante da morte: o legado de Wilma Torres para os nossos dias
  • Elisabeth Kübler-Ross como uma das pioneiras do movimento de Cuidados Paliativos em Pediatria
  • Técnicas de desenhos livres de Susan Bach para o trabalho com crianças e adolescentes gravemente enfermos
  • Perdas e luto na infância e na adolescência
  • Comunicação de notícias difíceis em Pediatria
  • Controle de sintomas e escalas de avaliação mais comuns em Neonatologia e Pediatria
  • Luto como processo de construção de significados: especificidades do trabalho com crianças, adolescentes e suas famílias
  • Yoga com crianças e adolescentes com doenças graves ou em processo de luto
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo VI – 15 e 16 de agosto | Tema: Grupos vulnerados em situações de morte e morrer, Comunidade Compassiva e Direitos Humanos

  • Minorias e grupos vulnerados em cuidados paliativos
  • Luto não-reconhecido e luto do homem
  • Envelhecimento e morte
  • Novas configurações familiares e questões de gênero em Cuidados Paliativos
  • Sexualidade em Cuidados Paliativos
  • Pobreza, questões raciais e acesso a serviços de saúde
  • Comunidade compassiva como resposta a crises sociais complexas em cuidados paliativos
  • Direitos humanos e cuidados paliativos
  • Delicadeza: despertando o olhar para sofrimentos invisíveis da realidade a partir da fotografia
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo VII – 19 e 20 de setembro | Tema: Câncer, Perdas no Ciclo Vital e Teoria do Apego

  • Especificidades do cuidar de pacientes com câncer em cuidados paliativos
  • Cuidados Paliativos em UTI
  • Manejo da dor e da fadiga no câncer
  • Perdas no ciclo vital
  • Introdução à Teoria do Apego
  • Intervenções psicossociais em Cuidados Paliativos (Terapia da Dignidade, Terapia centrada no significado, etc.)
  • Luto do profissional de saúde e práticas de autocuidado; burnout e estresse moral do profissional de saúde
  • Práticas de intervenção precoce com enlutados, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação aos lutos do cuidador
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo VIII – 17 e 18 de outubro | Tema: Intervenções com Enlutados (crianças, adolescentes, adultos e grupos), Estratégias de Educação para a Morte

  • Introdução à Teoria do Apego II
  • Conceituação sobre luto e tipos de luto
  • Modelos descritivos e explicativos (estágios, fases, tarefas, teorias explicativas e descritivas)
  • Estudos sobre luto modernos e contemporâneos
  • Fenomenologia do processo de luto
  • Modelo Dual de Enfrentamento do Luto: uma nova forma de entender o processo de luto
  • Luto e DSM-5
  • Luto complicado
  • Psicoeducação no trabalho com enlutados
  • Educação para a morte e para o luto em diferentes contextos (escolas, hospitais, centros de convivência, instituições religiosas)
  • Práticas de intervenção precoce com enlutados, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação aos lutos do cuidador
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo IX – 14 e 15 de novembro | Tema: Gestão de Desastres e Crises Humanitárias, Doação de Órgãos, Tópicos avançados em Bioética

  • Gestão de desastres
  • Cuidados paliativos em crises humanitárias
  • Doação de órgãos: protocolos, diretrizes, especificidades do cuidado com a família, atenção ao luto, cuidado integral
  • Diretivas antecipadas de vontade, testamento vital, procurador de cuidados em saúde, temas complexos – Aspectos jurídicos da terminalidade da vida
  • Prevenção e posvenção de suicídio
  • Comunicação de notícias difíceis e simulação em diversos cenários críticos, avaliação das simulações realísticas com análise da contratransferência; atividades de autoconhecimento em relação à morte e ao morrer
  • Atividades vivenciais baseadas no legado de Elisabeth Kübler-Ross, especialmente nos Seminários que ela realizava desde os anos de 1960, entrevistando pacientes gravemente enfermos com finalidade didática.
  • Experiência estética/artística/literária sobre a morte e o morrer

Módulo X – 12 e 13 de dezembro | Tema: Cuidados nos Últimos Dias de Vida e Apresentação de Trabalhos Finais do Curso

  • Prognosticação, avaliação funcional
  • Comunicação em contexto de fim de vida
  • Nutrição e hidratação ao fim da vida (desprescrição alimentar, questões éticas e jurídicas associadas)
  • Sedação paliativa: complexidades e manejo clínico adequado
  • Felicidade, arrependimentos e conexão ao fim da vida
  • Luto da equipe de saúde, tempo para despedidas, orquestração da morte, rituais fúnebres
  • Aspectos burocráticos e sociais da terminalidade da vida
  • Ludicidade e amorosidade ao fim da vida
  • Apresentação de trabalhos de fim de curso

Especificidades:

  • Sábados – de 9h30 às 13h30min | 15h às 21h
  • Domingos – de 9h30min às 13h30min

Carga horária:

  • 180 horas de atividades didáticas presenciais
  • 80 horas de leituras e atividades extraclasse
  • 40 horas de estágio de observação em contextos de cuidados paliativos e gestão de desastres
  • 60 horas para elaboração de trabalho final de curso
  • 360 horas – Carga horária total

Investimento

  • R$ 4.800,00 + taxas (parcelado em até 12 vezes no cartão de crédito ou em boleto em uma única parcela) – Primeiro lote: de 12/09 a 12/11 de 2019
  • R$ 5.800,00 + taxas (parcelado em até 12 vezes no cartão de crédito ou em boleto em uma única parcela) – Segundo lote: de 13/11 de 2019 a 12/01 de 2020
  • R$ 6.800,00 (parcelado em até 12 vezes no cartão de crédito ou em boleto em uma única parcela) – Terceiro lote: a partir de 13/01/2020
  • Alunos e ex-alunos da EKR/Brasil tem direito a 15% de desconto, assim como alunos e ex-alunos da Casa do Cuidar, de SP. Estudantes de pós-graduação também fazem jus ao desconto de 15% de desconto. Interessados em obter o código promocional devem enviar e-mail com comprovante de sua situação para ekrbrasil@gmail.com
  • Serão oferecidas 5 bolsas integrais para interessados no curso, que concorrerão a elas por meio de carta de intenção e currículo atualizado. – Atualização em 29/10/2019, às 07h07min: As bolsas já foram preenchidas e os interessados já foram comunicados.

Corpo docente

  • Rodrigo Luz, presidente da EKR
  • Daniela Freitas Bastos, vice-presidente da EKR
  • Ana Cláudia Quintana Arantes, diretora da EKR
  • Clarissa Francisca Valdez, diretora da EKR
  • Edna Moreira, diretora da EKR
  • Odenício Júnior Marques, capelão, colaborador da EKR

Docentes internacionais

  • M. R. Rajagopal, indicado ao Nobel em 2018

M. R. Rajagopal é um médico indiano de cuidados paliativos. Ele é o presidente fundador da Pallium India, uma organização não governamental de cuidados paliativos com sede em Kerala, na Índia. Trabalha com populações vulneradas em seu país, e integra grupos de trabalho de cuidados paliativos de impacto global.

  • Joan Marston, defensora global dos Cuidados Paliativos em Pediatria

Enfermeira de formação, Joan Marston atuou em projetos da Organização Mundial da Saúde com a produção de documentos sobre dor intratável em crianças, cuidados paliativos em situações de crises humanitárias, entre outros projetos. Residindo na África do Sul, coordena um hospice pediátrico para crianças com HIV/AIDS. É embaixadora de diversos organismos internacionais de cuidados paliativos pediátricos.

  • Ken Ross

Filho da Dra. Elisabeth Kübler-Ross, presidente da Fundação que leva o nome de sua mãe, Ken atua hoje globalmente levando adiante o legado de Elisabeth, por meio da construção de grupos internacionais que trabalham com educação e assistência em cuidados paliativos, criação de hospices, projetos de qualidade na assistência a enlutados e populações vulneradas.

  • Natasha Pedersen

Membro da Diretoria da European Association for Hospice and Palliative Care, Natasha integra diversos grupos de trabalho internacionais sobre acesso a cuidados paliativos, políticas assistenciais para crianças e adolescentes com doenças limitadoras de vida, e ampliação do acesso a essa abordagem de cuidados na Noruega, seu país de origem. Teóloga de ofrmação, irá partilhar conosco sua perspectiva sobre cuidados espirituais de qualidade, especialmente no trabalho com crianças e adolescentes.

  • Stephen Connor

Defensor global dos Cuidados Paliativos, o Dr. Stephen Connor, PhD., é Diretor Executivo da Worldwide Hospice and Palliative Care Alliance, instituição que trabalha pela difusão dos cuidados paliativos globalmente e, entre outras coisas, é responsável pelo Dia Mundial dos Cuidados Paliativos. Psicólogo de formação, Stephen Connor tem ampla experiência com psicologia clínica em cuidados paliativos, tendo atuado no movimento hospice desde a década de 1980, no primeiro hospice da América, com Elisabeth Kübler-Ross e Florence Wald. O Dr. Connor reúne muitas décadas de experiência clínica e advoga pelo estabelecimento de políticas internacionais de cuidados paliativos.

Equipe de apoio e coordenação conjunta

  • Simone Cotrim, médica
  • Juliana Maia Torres, médica
  • Ana Melodias, médica

Política de cancelamento

  • Para pedidos de cancelamento até 12/11, será feita a devolução de 80% do valor do investimento da inscrição.
  • Para pedidos de cancelamento entre 13/11 e 12/01, será feita a devolução de 50% do valor do investimento.
  • Para pedidos de cancelamento a partir de 13/01, será feita a devolução de 30% do valor do investimento.
  • Não será feita a devolução, em nenhuma circunstância, para solicitações a partir de duas semanas antes do começo do curso, sendo autorizada apenas a troca de nome e CPF para outro aluno.

Inscreva-se:

_____________________________

“As pessoas mais belas que conhecemos são aquelas que têm conhecido a derrota, conhecido o sofrimento, as grandes lutas, as perdas e ainda assim têm encontrado o seu próprio caminho para fora das profundezas. Essas pessoas têm uma apreciação, uma sensibilidade e uma compreensão da vida capaz de preenchê-las com compaixão, ternura e uma profunda preocupação amorosa. Pessoas belas não surgem ao acaso.”

Elisabeth Kübler-Ross, em Life Lessons