Do Luto à Luta – apoio a perda gestacional e neonatal

logo_dolutoaluta_transp

Somos pessoas sensíveis e engajadas à causa da perda gestacional e neonatal, pois percebemos a necessidade de uma maior cuidado no atendimento a este tipo de perda nos hospitais e maternidades do Brasil, com mais respeito a autonomia e dignidade humana.

Nosso propósito é levar apoio, informação, auxílio e sensibilização no atendimento dos profissionais de saúde; assim como às mães, pais e todos os membros dessas famílias que se sentem diretamente afetados pela perda gestacional e neonatal.

Juntos somos mais fortes!

Larissa_clarissa

Nossa historia

O projeto Do Luto à Luta: apoio à perda gestacional e neonatal começou a partir da experiencia pessoal de uma psicóloga e poetisa Larissa Rocha Lupi.
Ela passou por duas perdas gestacionais em um curto espaço de tempo.
A primeira da irma gêmea Clarissa e meses depois, por uma triste coincidência, Larissa também vivenciou o mesmo drama.

A sua motivação para iniciar todo esse esse trabalho que resultou no Grupo Do Luto à Luta, foi observar que as mesmas situações desconfortáveis que experienciaram em uma maternidade particular, centenas de mulheres passam diariamente em hospitais do Brasil inteiro.

Os problemas são vários e vão de simples constrangimentos por receber parabéns do maqueiro ou o aviso de uma enfermeira desinformada de que o bebe já iria vir para o quarto, até questões de foro mais pessoal como o direito de escolha.
Esse, na verdade, é o grande cerne de toda essa questão. Não é dado o direito do livre arbítrio.

Não é feita, em nenhum momento, perguntas simples como:
Vocês desejam que o pai entre e participe desse momento?
Vocês querem ver o bebe? Segurá-lo?
Enfim. Vivenciar o luto.

Não. O que acontece hoje no Brasil são uma serie de procedimentos para que tudo termine o mais rápido possível. Como se a pressa diminuísse a dor. Pronto. Acabou. Seguir em frente. Percebemos que a psicóloga, assim como sua irmã, colegas do grupo e milhares de mulheres querem ter o seu direito respeitado de sentir a sua dor e viver o seu luto. Cada uma a sua maneira, de acordo com seus valores e crenças.
Como psicóloga, Larissa entende que essa é a maneira certa de se trabalhar um momento tão difícil.

Como mulher, se sente no dever de transformar sua dor em luta. E como poetiza, deixou esse momento registrado no seu livro “A vida em Verso e Prosa”, na página 14, com o poema maternidade compartilhada.

“Quando a minha irmã gêmea estava vivenciando as dores e angústias da perda gestacional, imersa em sofrimento intenso, sem forças, logo me senti profundamente tocada e sensibilizada com o seu luto e quis demonstrar o quanto a apoiava e respeitava, através da exteriorização dos meus sentimentos. Não imaginava que meses depois eu viria a perder o meu bebê também. E escreveria uma poesia em especial para o meu anjo que já tem companhia.”

Inscreva-se para os encontros

Para se inscrever para os encontros quinzenais, acesse nosso formulário de inscriçãono link abaixo e o preencha. Depois de enviado, aguarde nosso contato.
http://bit.ly/inscricaodlal

Contato

Estamos à disposição para tirar dúvidas, esclarecimentos, receber depoimentos, perguntas, dentre outros, para isso basta entrar em contato conosco pelo nosso email: contatodolutoaluta@gmail.com

Quem desejar pode nos acompanhar também pelo Facebook
https://www.facebook.com/cuidadocomaperdagestacional/

Seguir nossa página no Instagram
https://www.instagram.com/do_luto_a_luta/

Juntos somos mais fortes! Agradecemos o apoio, interesse, sensibilidade e engajamento com a nossa causa!