Pular para o conteúdo
EKR Brasil

Cursos

Fellowship de Cuidados Paliativos e Comunidades Compassivas

Fundação Elisabeth Kübler-Ross Brasil

Fellowship de Cuidados Paliativos e Comunidades Compassivas

Introdução

Fellowship em Cuidados Paliativos e Comunidades Compassivas é um curso avançado ministrado pela Fundação Elisabeth Kübler-Ross Brasil, em parceria com as divisões desta mesma Fundação da Guatemala, Peru, Argentina, Uruguai, Japão e Estados Unidos da América. O curso de seis meses foi elaborado como um programa de educação a distância com sessões de contato baseadas nos princípios da aprendizagem de adultos.

O objetivo do programa é oferecer um programa de treinamento de boa qualidade, abordando fundamentos, conceitos, habilidades na organização e gestão de serviços de cuidados paliativos e comunidades compassivas. O Fellowship visa criar um grupo de trabalhadores de cuidados paliativos com um conhecimento profundo das questões centrais na organização de cuidados paliativos no nível de base e bem versados com os avanços e desafios recentes em cuidados paliativos e participação da comunidade. Aqueles que concluírem com sucesso o curso receberão um certificado de reconhecimento internacional, com o selo da Elisabeth Kübler-Ross Foundation.

Justificativa

Muitos desafios de saúde pública se impõem em nosso tempo, quando pensamos no oferecimento de cuidados paliativos, incluindo escassez de recursos, número reduzido de profissionais com treinamento adequado e uma série de desafios da gestão, da assistência e no campo das políticas públicas. As Comunidades Compassivas têm sido apontadas como uma solução de saúde pública de extremo valor para o desenvolvimento dos Cuidados Paliativos, empoderando as comunidades para cuidar de pessoas diante da morte e garantindo a participação social como um valor agregado aos serviços de Cuidados Paliativos.

Este Fellowship de Cuidados Paliativos e Comunidades Compassivas se baseia na ideia fundamental de que o negócio da morte e do morrer não é apenas um assunto médico, mas um assunto de todos os membros da sociedade. Essencialmente, os Cuidados Paliativos devem cobrir todos os níveis de atenção à saúde, incluindo a atenção básica em saúde e envolvendo a participação da comunidade.

O conceito de Comunidades Compassivas foi desenvolvido inicialmente pelo Dr. Allan Kellehear, no final dos anos de 1990, e ao mesmo tempo se desenvolveu a implementação do modelo de Kerala, no Institute of Palliative Medicine, com a direção do Dr. Suresh Kumar, instituição que anos mais tarde viria a se tornar oficialmente um Centro Colaborador de Cuidados Paliativos da Organização Mundial de Saúde. O modelo de Kerela é um modelo de saúde pública que inclui o oferecimento de cuidados paliativos por meio de um trabalho em rede com o suporte da comunidade e de diversos atores envolvidos na produção de cuidado de pacientes e famílias.

É possível trabalhar com Cuidados Paliativos e Comunidades Compassivas em todos os níveis de atenção paliativa, em todos os níveis de atuação. Clínicos que atuam na atenção terciária, em hospitais privados, assim como aqueles que atuam na atenção secundária ou na atenção primária em serviços públicos, podem se beneficiar desse treinamento. São as seguintes vantagens:

• Compreender como desenvolver um programa de comunidades compassivas através de um trabalho em rede, através da lógica dos cuidados paliativos precoces e integrados ao sistema de saúde;
• Desenvolver o trabalho de cuidados paliativos com o apoio da comunidade, por meio do desenvolvimento de práticas que empoderem indivíduos e comunidades e construam práticas de saúde inclusivas e compassivas;
• Desenvolver estratégias para integrar os cuidados paliativos à cobertura universal de saúde, através de práticas conjuntas de promoção da saúde e prevenção do sofrimento no contexto dos agravos de saúde que produzam grandes sofrimentos;
• Desenvolver habilidades e competências para oferecer cuidados paliativos em contextos de grande vulnerabilidade e em contextos diversos, através da compreensão do funcionamento dos serviços de cuidados paliativos e de como pode se delinear a atuação da comunidade.

Este Fellowship buscará admitir pessoas com o seguinte background:

• Profissionais de saúde e/ou de humanas com treinamento mínimo de 80 horas em Cuidados Paliativos comprovadamente certificados, ou
• Educadores universitários, professores, educadores sociais, líderes comunitários, pesquisadores e pessoas ligadas à área da saúde pública em cuidados paliativos, controle de doenças não-transmissíveis, controle de doenças transmissíveis e doenças crônicas, ou
• Gestores, diretores e administradores de unidades de saúde e/ou de suporte a pacientes gravemente enfermos e familiares de todos os níveis de atenção, incluindo organizações não governamentais (serão aceitas apenas organizações com CNPJ ativo).

Não serão admitidos voluntários para a realização deste Fellowship. Para esses públicos em especial, a Fundação conta com diversos outros programas educacionais.

Meio de acesso e idioma oficial

O curso será em português. Haverá professores internacionais convidados, mas para esse caso haverá a opção da tradução simultânea para a língua portuguesa. Como o curso será ministrado online, será necessário ter acesso a uma boa conexão de internet e um laptop / desktop. As atividades presenciais serão na cidade do Rio de Janeiro. O Fellowship não se responsabilizará pelas passagens aéreas e hospedagem dos alunos.

Local dos Estágios Supervisionados

Os estágios do Fellowship acontecerão na favela da Rocinha, dentro da cidade do Rio de Janeiro, e as supervisões clínicas acontecerão tanto na Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem, no bairro da Gávea, do Rio de Janeiro, quanto na sede da Fundação Elisabeth Kübler-Ross Brasil, no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. Somente poderão participar das atividades dos estágios supervisionados os alunos que estiverem sido vacinados e estejam imunizados em até 15 dias antes do dia 04 de junho de 2021. Informações detalhadas sobre os endereços das atividades serão enviadas para os alunos matriculados.

Modo de treinamento e tempo estimado de ensino

O curso online de seis meses foi elaborado como um programa de educação à distância baseado nos princípios da aprendizagem de adultos. A duração teórica do curso será de 54 horas. Os alunos ainda contarão com 40 horas de prática supervisionada, 20 horas para sessões de mentoria para a elaboração de um projeto de intervenção na região do aluno e 40 horas para a elaboração de um trabalho final do curso.

As aulas devem ser assistidas de maneira síncrona. Em quase todos os dias haverá atividades baseadas em casos clínicos e daremos ampla ênfase ao desenvolvimento de habilidades e competências clínicas para o trabalho em cuidados paliativos e comunidades compassivas.

Calendário das aulas teóricas
Em breve

Estágio supervisionado

Os alunos serão divididos em duas turmas (A e B) para a execução do estágio supervisionado, que acontecerá na sexta ou no sábado (a depender da turma a que pertença o aluno).

Programação do Estágio Supervisionado*:

Turma A
30 de julho de 2021
27 de agosto de 2021
01 de outubro de 2021
19 de novembro de 2021
10 de dezembro de 2021

Turma B
31 de julho de 2021
28 de agosto de 2021
02 de outubro de 2021
20 de novembro de 2021
11 de dezembro de 2021

*Em razão da situação sanitária, o Estágio Supervisionado poderá eventualmente ser realizado entre fevereiro de 2022 e junho de 2022, não havendo prejuízo das aulas teóricas (realizadas à distância) e das atividades de mentoria com a equipe de Design Thinking.

Para os estágios supervisionados, os alunos contarão com:

• Treinamento prático de evacuação, seguro de vida e de acidentes pessoais ocorridos estritamente durante as atividades do Fellowship;
• Transporte da sede da Fundação para a favela da Rocinha (ida e volta), no ponto de encontro marcado com antecedência;
• Alimentação durante o dia de estágio na favela (alunos vegetarianos ou com necessidades especiais de alimentação devem cuidar da própria alimentação).
• Supervisão de durante visitas domiciliares, trabalho com famílias e pacientes em situação de vulnerabilidade, abordagem comunitária, cuidados compassivos, etc.

Programação da Mentoria com metodologia de Design Thinking

Durante as atividades do Fellowship, os alunos devem realizar obrigatoriamente a mentoria com a metodologia de Design Thinking, sempre aos domingos, entre 9h e 13h, através da plataforma Zoom ou presencialmente, na sede da Fundação Elisabeth Kübler-Ross Brasil. As atividades serão transmitidas de maneira remota.

Para as turmas A e B

Dia 1 – 01 de agosto de 2021
Dia 2 – 29 de agosto de 2021
Dia 3 – 03 de outubro de 2021
Dia 4 – 21 de novembro de 2021
Dia 5 – 12 de dezembro de 2021

Investimento total no programa
R $ 3.900,00 (pode ser dividido em 12 vezes no cartão de crédito)

Número mínimo de alunos
22 alunos

Número máximo de alunos
35 alunos

Calendário de seleção e envio de documentação
Em breve

Coordenação Executiva
Rodrigo Luz é Tanatólogo e um Provedor Certificado como Grief Consuelor pelo Center for Loss and Trauma, do Arizona / EUA. É autor do livro Experiências Contemporâneas sobre Morte e Morrer: O Legado de Elisabeth Kübler-Ross aos Nossos Dias, publicado em português em 2019. Ele foi treinado como Provedor de Cuidados Paliativos no Fellowship in Palliative Care, um curso avançado ministrado pelo Institute of Palliative Medicine, na Índia, em parceria com Sanjeevan Palliative Care Project, Pondicherry, Índia, St Christopher’s Hospice, Londres, Reino Unido e Bangabandhu Sheikh Mujib Medical University, Bangladesh. O programa é conduzido no Instituto de Medicina Paliativa, Calicut, Índia, a pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS) como parte de sua designação como Centro Colaborador da OMS para a Participação Comunitária em Cuidados Paliativos e Cuidados de Longo Prazo.
Rodrigo também oferece oficinas sobre morte, morrer, cuidados paliativos e oferece educação comunitária sobre questões relacionadas ao fim da vida e ao luto. Com suas aulas e palestras, ele já impactou mais de trinta mil alunos e despertou mais de cinco mil profissionais da saúde para dedicarem suas vidas aos cuidados paliativos. Ele é um líder comunitário que trabalhou com várias empresas em questões de luto e fim da vida, oferecendo apoio, conforto e assistência emocional e espiritual. Como educador, Rodrigo tem oferecido conferências e palestras educacionais em diversos estados brasileiros, inspirando centenas de pessoas para as necessidades de pacientes críticos e seus familiares.
Rodrigo e sua equipe coordenam o treinamento em Tanatologia e Cuidados Paliativos da Fundação Elisabeth Kübler-Ross no Brasil junto com diversos projetos sociais da fundação no Rio de Janeiro e em todo o Brasil. Ele e sua equipe coordenam seminários sobre morte e morrer, entrevistando pacientes que enfrentam a morte, usando o mesmo modelo criado pela Dra. Elisabeth Kübler-Ross na década de 1960. Ele também oferece educação e apoio por meio de diversos programas de apoio no Brasil, oferecendo ajuda a pessoas enlutadas de diversas comunidades sub-atendidas, como a população LGBT +, homens enlutados, negros, entre outros grupos. Ele é reconhecido por sua defesa dos direitos humanos e da justiça social na área de cuidados paliativos no Brasil. Além disso, oferece suporte a diversos programas de cuidados paliativos no Brasil e na América Latina.
Ele faz parte do projeto Comunidades Compassivas e coordena diversas ações de cuidados paliativos e compassivos com populações carentes, na favela da Rocinha, na cidade do Rio de Janeiro. Ele é o Presidente e o CEO da Fundação Elisabeth Kübler-Ross Brasil e o Diretor de Educação da Fundação Elisabeth Kübler-Ross EUA / Global.

Coordenação de Estágios
Alexandre Ernesto Silva é graduado em Enfermagem pela Universidade Federal de Alfenas (2000), especialização em saúde mental pela UEMG, especialização em Gestão Hospitalar pela FIJ/FGV, mestrado em Educação, cultura e organizações sociais – na linha de saúde coletiva (Cuidados paliativos) – UEMG e doutorado em Enfermagem, na linha de Educação e Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais com sanduíche na Universidade Católica Portuguesa – Lisboa/Portugal (Cuidados paliativos). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de São João Del Rei, professor do Curso de Enfermagem e Medicina. Membro e pesquisador voluntário do Grupo de Estudo e Pesquisa em Cuidados Paliativos da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Autor do livro: Cuidados paliativos na atenção primária à saúde. Membro do Observatório português em cuidados paliativos. Membro da Câmara Técnica Gerencial e Assistencial e da Comissão de Controle Social e Representações do Coren-MG. Desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, atuando nos seguintes temas: cuidados paliativos, humanização da assistência em saúde, atenção domiciliar, comunicação em saúde, organização e gestão dos serviços de saúde.

Caso precise de ajuda adicional, não deixe de contatar a nossa assistente Cássia Lima, exclusivamente através do e-mail ekrbrasil@gmail.com. As respostas podem demorar até cinco dias úteis para serem respondidas, e não são respondidas nos finais de semana ou dias de feriados nacionais ou municipais na cidade do Rio de Janeiro. Agradecemos a compreensão com o autocuidado de nossos funcionários.

QUER SABER MAIS? Seta
QUER SABER MAIS? Seta

Dúvidas?

Telefone (21) 3593-6552

Email ekrbrasil@gmail.com