Comissão de apoio aos serviços de Cuidados Paliativos

No dia a dia do funcionamento dos serviços de Cuidados Paliativos, muitas vezes, desafios sem-número aparecem, seja na lida com o fluxo interno, a lógica organizacional, os desafios da rede pública, a continuidade do cuidado, a falta de estrutura, a ausência de pessoal treinado, problemas de comunicação, entre outros problemas de natureza física, psicossocial ou espiritual.

Esta Comissão de Apoio aos Serviços de Cuidados Paliativos visa oferecer um espaço de construção coletiva da eleição de prioridades, assim como das possibilidades de intervenção, seja a nível local, municipal, estadual ou federal, juntamente ao poder público, por meio de ações concretas, projetos de lei, interface com as políticas públicas, etc.

A ideia é proporcionar um espaço de mobilização coletiva, que reuna pessoas de todos os serviços (públicos ou privados) que desejem enviar representantes, de modo que possamos refletir sobre como podemos nos ajudar mutuamente, criar instrumentos comuns de educação e viabilizar trocas de experiências, além de produzir transformação social.