A Roda da Vida: desenvolvendo a sabedoria para uma vida dedicada ao cuidado de pessoas diante da morte

Data: 31 de maio, 01 de junho, 02 de junho

Rio de Janeiro/RJ

Modalidade: Presencial.

“Ao longo da vida, surgem pistas que nos indicam para qual direção devemos seguir. Se não damos atenção a essas pistas, tomamos decisões erradas e acabamos levando uma vida infeliz. Se ficamos atentos, aprendemos nossas lições e temos uma vida plena e boa, assim como uma boa morte.”

Elisabeth Kübler-Ross, em A Roda da Vida

“Quando uma pessoa está sofrendo, adoecido ou morrendo, muitas vezes ela não consegue se sentir digna de amor. Foi assim para mim quando eu estava doente. O trabalho de ajudá-la, então, além de todas as intervenções hábeis, é este: Ame-a, ame-a até que ela possa se amar novamente.”

Frank Ostaseski, em Os cinco convites

Elisabeth Kübler-Ross foi uma médica psiquiatra nascida na Suíça, radicada nos Estados Unidos, e também uma importante pioneira do movimento hospice. Em sua aclamada autobiografia, A Roda da Vida, Elisabeth descreve sua vida em quatro grandes momentos, divididos entre Camundongo, Urso, Búfalo e Águia.

O objetivo deste curso é proporcionar reflexões aprofundadas sobre a vida de Elisabeth Kübler-Ross e as principais lições dela decorrentes para que aqueles que se dedicam ao cuidado de pessoas diante da morte possam desenvolver a própria sabedoria.

Serão realizadas atividades vivenciais e reflexões que proporcionem profundas reflexões sobre a construção da sabedoria em face da morte e do morrer. Também faremos uma imersão no pensamento da Dra. Elisabeth, e investigaremos sobre como podemos unir a técnica com o amor no cuidado de pessoas diante da morte, à luz do seu pensamento.

O curso será dividido igualmente em 4 grandes momentos, a saber:

1. Camundongo: O camundongo gosta de entrar e sair de todos os lugares, é ativo e travesso, quer estar sempre à frente dos outros.

– Analisando a história de vida e a construção da vocação para o cuidado

– Principais referências de cuidado e primeiros encontros com a morte no curso da vida

– Porque eu faço o que eu faço: quais as razões que me levam a querer cuidar de pessoas diante da morte

– Conectando-se à sabedoria interna: atenção ao corpo e às próprias necessidades: exercícios de autocuidado e práticas contemplativas

– A lição da prudência

 

2. Urso: O urso vive satisfeito e gosta de hibernar. Reflete sobre os primeiros anos de sua vida, e ri do camundongo que corre de um lado para o outro.

– Transformando o tempo do cuidado: uma análise da nossa implicação no cuidado dos nossos pacientes

– A essência do amor em cuidados paliativos

– Avaliando o começo da trajetória: evoluindo o diário de ressonâncias

– Extraindo as principais lições insuspeitas das histórias dos nossos pacientes: produzindo novas sínteses para nossas vidas

– Necessidades das pessoas ao fim da vida e de seus familiares

– A lição da prudência

 

3. Búfalo: O búfalo adora vagar pelas pradarias. Analisa a vida de uma posição confortável, e espera um dia livrar-se da pesada carga e tornar-se uma águia.

– Lidar com a morte não é bonito, nem é fácil: percebendo as sutilezas e os detalhes da lida com os casos mais difíceis

– Lidando com os sintomas que, apesar dos melhores esforços, não são passíveis de alívio: dando novos significados ao sofrimento que não é possível paliar

– Atenção plena: desenvolvendo recursos para lidar com situações-limites ao fim da vida

– A lição da presença

 

4. Águia: A águia gosta de pairar nas alturas, acima do mundo, não para ver as pessoas de cima, mas para estimulá-las a olhar para cima.

– Aprendendo a receber amor, e não apenas a dar: última grande lição de Elisabeth, ensinamento para todos nós

– Ajudando os pacientes a se sentirem amados: conversas que curam

– Multiplicando a grande mensagem: vivendo todos os dias cultivando a própria sabedoria

– Espiritualidade e conexão amorosa: uma necessidade imperiosa

– A lição da autenticidade no cuidado de pessoas diante da morte

 

Reembolso

A partir de 09/04, não será realizado nenhum reembolso, independente da causa apresentada pelos alunos inscritos, em razão da natureza autofinanciável do curso.

 

Inscrições

De 11/02 a 28/02 – R$ 590,00

De 01/03 a 09/04 – R$ 660,00

A partir de 10/04 – R$ 710,00

 

Aulas

31/05 – De 16h às 20h.

01/06 – De 9h30min às 19h30min.

02/06 – De 9h30min às 12h.

 

Certificação

A certificação de 16h somente será conferida pelo capítulo brasileiro da Fundação Elisabeth Kübler-Ross aos alunos que completarem 100% do curso presencial.

 

Docentes

Rodrigo Luz e Daniela Freitas Bastos, presidente e vice-presidente, respectivamente, do capítulo brasileiro da Fundação Elisabeth Kübler-Ross.

Inscrições abaixo: